quinta-feira, 5 de abril de 2012

Chelsea vence (2-1) e acaba com sonho europeu do Benfica

*Daylife

O Chelsea venceu o Benfica por 2-1 e passou às meias-finais da Liga dos Campeões. Uma eliminatória discutida quase até ao fim, depois de um golo de Javi Garcia, aos 85 minutos, que deixou os encarnados a precisarem de apenas mais um para se apurarem para as meias.

O Benfica entrou muito bem na partida. Javi Garcia e Emerson, os centrais de emergência, também começaram bem, a equipa soltou-se desde início e procurou a baliza de Cech. O problema para a equipa encarnada é que o Chelsea beneficiou de um penalty, aos 20 minutos, que Lampard converteu e os londrinos apanharam-se a ganhar sem nada terem feito para tal.

Dez minutos depois, Terry salvou sobre a linha um remate de Cardozo mas tudo se complicou aos 40 com o segundo amarelo a Maxi Pereira, que deixou a equipa ainda mais fragilizada na defesa.

A segunda parte começou com uma grande oportunidade de Cardozo mas a partir daí o Benfica desapareceu e o Chelsea controlou na grande maioria do tempo e até podia ter sentenciado de vez a eliminatória. Jorge Jesus, vendo o domínio do Chelsea, tirou Gaitán e Cardozo e apostou na velocidade de Yannick Djaló e Nélson Oliveira.

A alteração produziu resultados, os dois jogadores revelaram-se muito perigosos para a defesa do Chelsea e para o guarda-redes Cech mas a verdade é que a bola não entrava. O vitória parecia entregue ao Chelsea, até que um golo de Javi Garcia aos 85 minutos, deixou o Benfica a precisar de apenas mais um golo para passar às meias-finais.

Com o Benfica a jogar com dez frente ao poderoso Chelsea, o impensável aconteceu. Foi um sufoco encarnado que deixou muito nervosos os jogadores e adeptos do Chelsea. Nélson Oliveira chegou a ter nos pés a passagem às meias-finais mas rematou ao lado. Três minutos depois dos 90, o português Raúl Meireles matou a eliminatória quando o Benfica estava completamente balanceado no ataque.

O Benfica sai dos dois jogos com o Chelsea de cabeça erguida. Fica a ideia que a diferença entre as duas equipas não é tão grande quanto se pode eventualmente pensar. Com outras condições, nomeadamente se a dupla Luisão/Garay estivesse disponível no jogo de Londres, o Benfica podia ter eliminado a equipa inglesa. Não o fez e vai assim haver um Barcelona-Chelsea nas meias-finais da Liga dos Campeões.

Fonte: A Bola

1 comentário:

Antonio disse...

:(... bueno ahora tiene que ganar al Barcelona si o si
Saludos