terça-feira, 11 de maio de 2010

"Não sei se vou continuar"

Getty imagens
David Luiz abriu ontem pela primeira vez as portas de saída da Luz. O central recuou nas declarações que havia proferido pouco depois de confirmada a conquista do 32º campeonato das águias - na altura, recorde-se, vincou que iria ficar -, mas desta feita já andou longe de ser tão taxativo. "Não sei se vou ficar. Tenho contrato até 2015. Importante é que concretizei um sonho de menino ao ser campeão pelo Benfica. Se gostava de ficar? Se não gostasse da minha casa, ia-me embora. Amo o Benfica!", disparou após a apresentação dos novos equipamentos das águias para 2010/11.

Aliás, o camisola 23 adianta que troca impressões quase "diariamente" com Luís Filipe Vieira neste sentido. "São coisas normais em futebol. Estou muito feliz no Benfica. Se tivesse de jogar aqui a vida inteira, jogava", reiterou. De resto, o amigo Rúben Amorim, que no último domingo, a quente, havia sublinhado a continuidade do central... mudou de atitude. "Não sei se ele fica, ou não. O importante é que ele seja feliz. É óbvio que, se ficar no Benfica, melhor", assegurou.

O dossiê relativo a David Luiz é por esta altura um dos mais delicados na Luz. Tal como O JOGO adiantou oportunamente, Jorge Jesus tenta convencer Luís Filipe Vieira a segurar o jogador por mais uma temporada, pois considera que este é fulcral na manobra da equipa e no cumprir de um grande objectivo: não vencer apenas um campeonato, mas sim abrir um ciclo vitorioso que ponha cobro à hegemonia portista. Para além disso, Jesus pretende garantias de um plantel ainda mais competitivo do que o actual e, nesse sentido, considera o jovem central importante na luta por uma boa campanha também a nível europeu.

O treinador tem procurado igualmente sensibilizar o camisola 23 a permanecer de águia ao peito e, de facto, David Luiz não vê com maus olhos nova campanha na Catedral. Contra este cenário está o forte assédio de grandes emblemas europeus, como Real Madrid, Chelsea ou Inter. Pela voz de Domingos Soares de Oliveira, a SAD insiste que o defesa só sairá pelos 50 milhões de euros estipulados na respectiva cláusula de rescisão. "A prioridade será manter os principais activos. Naturalmente, se forem alcançadas as cláusulas de rescisão não nos resta outra alternativa senão vender", sublinha o administrador executivo. Resta saber se as águias resistirão, por exemplo, a propostas superiores a 30 milhões de euros.
Fonte: O Jogo
Outras notícias em:
Record
Mais Futebol

3 comentários:

PuccA disse...

Eu espero que ele não vá. Ele está Feliz aqui,, como ele disse é a casa dele .
E se for fará falta,, pois a pessoas não são substituíveis.
E como já foi proferido varias vezes pela comunicação social neste momento ele e o J.Jesus são a nossa imagem de marca. E pelo que se viu esta epoca ele é um bem essencial.

Espero mesmo que ele fique.


David luiz : D.

Jotas disse...

Temos de ser realistas e estar preparados para a sua saída, o que a mim me custará mais do que qualquer outro jogador.
Mas, mais importante é que ele sairá com uma tremanda dignidade e com a porta sempre aberta, quer do clube, quer do coração dos seus adeptos.

kikas disse...

Não há muitos jogadores como este!
Tem o carisma, a genica e a irreverência de um campeão.
Obrigada, David!


Todos nós desejamos que fique (por muitos e bons anos)!!...